✑ Falsa esperança

Depois do almoço,
tomei um banho.
mudei de roupa
peguei “Mulheres”
deitei na rede e comecei a ler
estava tudo normal
queria achar esperança
Mas onde já se viu buscar esperança lendo
Bukowski?
Recebi uma mensagem…
alguém estava me esperando na porta
Fui abrir
E a vi ali, linda como sempre.
Entramos e fomos pro quarto
deitamos na cama e conversamos um pouco
Peguei meu violão e toquei algumas músicas
a maioria triste
como ela. A maquiagem lhe entregava
Mas mesmo assim estava feliz
de tê-la ali.
Uma esperança que cresce e se espalha
… ela sente o mesmo que eu - pensei
Queria escrever um poema
mas com ela ali não escreveria nem uma linha sequer
dá azar escrever sobre alguém
quando a pessoa fica olhando
não sai nada
A noite me sentido bem
peguei a bike e fui da uma volta.
Encontrei com ela.
Estava mais triste do que antes
e isso me mata
penso mais nela do que em mim
e fiquei triste também…
Então voltei pra casa
pro meu quarto
Olhei-me no espelho e sorri
lembrei que não tenho esperança
e tudo tente ao cao e ao fracasso
Então…
Dormi só.

Compartilhe esse poema nas redes sociais!

Leia Também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo