✑ Quando começo a reclamar da minha vida

Aparentemente
minha vida tá uma
droga
Acompanhe comigo...

Quase aos 30
vivendo num quartinho
rosa
na casa dos pais
Desempregado...
Aceitando qualquer
coisa que seja capaz de render
ao menos a pensão
das meninas
Lendo livros
em que os autores
só falam de dor
sofrimento
e
algumas vezes de
bucetas (mais não vem ao caso)
Só pra me sentir bem,
e
que apesar de tudo,
minha vida
vai bem, OBRIGADO

Escrevendo
poemas para alguém
que nem sequer vai ler
Ou vai ver
para que outros leiam
e sintam pena
deste pobre homem
desgraçado da vida...

É aí que olho
pro desenho
colado na parede
deste quarto,
O desenho mais colorido
que já vi.

São os traços
da minha mais velha

Ela me explica
que é sobre empinar pipa
E que nessas férias
espera que eu a leve
pra solta-las no céu
na frente da igreja.

Perguntei: Por que na frente da igreja?

"Pro Jesus pegar
quando elas
quando forem
cortadas", disse ela.

Começo a rir
baixinho...

FODA-SE!
Digo a mim mesmo
em pensamento

Realmente
MINHA VIDA VAI BEM

Compartilhe esse poema nas redes sociais!

Leia Também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo