✑ Medo

Eu tenho medo
Medo de que essa agonia
seja sofrimento somente,
e não só mais um estágio a ser superado
para que o objetivo de felicidade
seja alcançado
Eu tenho medo
Medo de que todo esse controle emocional,
seja uma bomba prestes a explodir
E ai de quem esteja por perto
Ou pior! Que o tal não passe de uma ilusão
para satisfazer meu ego

Eu tenho medo
Medo de que minha existência
passe despercebido por esse plano
e eu não tenha realizado nada significativo para a posteridade
Pois não suporto a ideia de viver por viver

Eu tenho medo
Medo de que não seja feliz
Pois são momentos tão raros,
que penso:

Nem devem existir mais

Eu tenho medo
Medo de que minha crença
seja a errada e a do outro a certa.
Ou pior! Que no fim, seja apenas a matéria
em decomposição
E que tudo não tenha passado de uma invenção humana
para dar sentido a tudo aquilo que não se pode explicar

E se não for...
Que todos os deuses
me perdoem
Amém.

Compartilhe esse poema nas redes sociais!

Leia Também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo