✑ Talvez?

A partir daquele momento te amei
Logo me entorpeci
Por ti sangrei
e me enlouqueci

Fiquei vulnerável
Perdi a razão
Teu sabor inefável
Alterou minha percepção

Mas fechei os olhos
E não vi você passar
Fiquei sentado olhando o tempo
Almejando ele voltar

Talvez haja esperança
Talvez ilusão
Talvez desespero
Ou quem sabe, indecisão?

Compartilhe esse poema nas redes sociais!

Leia Também:

✎ Autor: Anderson Hilário

Anderson Hilário Estudante de Ciência da Computação
Aprendiz de Programação em Java


Acredita que através da poesia
os sentimentos tornam-se mais puros e sinceros.

☰ Conheça o autor >>

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo