✑ Alívio

Sua garganta não me deixa sair
Fico preso te corroendo
Sei que és forte, mas deixe-me ir
Ela está aqui.

Não posso ficar aqui
Deixa te aliviar dessa dor
Não quero parar de existir
Deixe-me sair.

Compartilhe esse poema nas redes sociais!

Leia Também:

✎ Autor: Anderson Hilário

Anderson Hilário Estudante de Ciência da Computação
Aprendiz de Programação em Java


Acredita que através da poesia
os sentimentos tornam-se mais puros e sinceros.

☰ Conheça o autor >>

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo