✑ Sinto a sua falta

Nas nossas conversas virtuais
em nosso mundo invisível
somos mais que especiais
do bem, do mal, do impossível!

Você parece que gosta de me provocar
não que eu não goste disto
mas é muito difícil
que eu consiga me segurar
por mais tempo...

Tuas palavras doces e meigas
fazem questão de despertar meu sentimento
não que eu não sinta nada
mas é que teu jeito de apaixonada
faz-me sentir muito mais...

E nessas conversas silenciosas
nossa voz parece soar alto
em maldades harmoniosas
simples porém gostosas
que nos envolve num hiato...

Daí, quando o teu silêncio
dura mais que um instante
Sinto a sua falta – um suplício
que lembra como estás distante...

E entre esses pequenos mundos
que criamos para namorar
percebo que somos oriundos
do bem, do mal, do amar...

Mas não do amar que os outros amam
nem do bem ou do mal que os outros criaram...
Temos nossas regras e nossos sentimentos
em nosso mundo, em nosso tempo!

E enquanto tentamos nos enganar
nossos corações sangram um pelo outro
e nossos sentimentos são aprisionados num lugar
que inventaram para nos afastar...

Compartilhe esse poema nas redes sociais!

Leia Também:

✎ Autor: Gustavo Valério

Gustavo Valério Técnico em Informática e eletrônica

aficionado por literatura e tecnologia
e aprendiz de poeta nas horas vagas.
Acredita que a poesia é fundamental para todos.

☰ Conheça o autor >>

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo