✑ Seis Meses

O que será que faremos
para que tudo dê certo?
Será que nos saciaremos
neste verdadeiro deserto?

És meu oásis, minha eterna esperança...
São seis meses de mudança
que não pude acompanhar...

Não sabia que evoluias rápido
e esse teu querer mágico
me fez recalcular

Todas as possibilidades
entre acertos e verdades
que nos fariam felizes ou não...

Será que se deixássemos isso fluir
poderíamos descobrir
uma felicidade além da razão?

Nesses seis meses alucinantes
fostes, além de impressionante
calma, paciente e discreta.

Vistes-me dizer-te o meu sentimento
mas não demonstrasse a contento
nada, apenas ficastes quieta.

Espero que juntos, causemos transformação
e que um sentimento sem distração
nos dê a mais profunda e verídica felicidade.

Mas tudo isso depende da nossa coragem
de mudar o mundo e em aprendizagem
querer transformar seis meses em eternidade.

Compartilhe esse poema nas redes sociais!

Leia Também:

✎ Autor: Gustavo Valério

Gustavo Valério Técnico em Informática e eletrônica

aficionado por literatura e tecnologia
e aprendiz de poeta nas horas vagas.
Acredita que a poesia é fundamental para todos.

☰ Conheça o autor >>

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo