✑ Poderia ser Diferente

Tudo poderia ser diferente
se eu estivesse consciente
do meu poder de escolha.
Mas, decidi erroneamente
e hoje, infelizmente
sinto-me um trolha...

Não consigo me perdoar por isso
nem esquecer que meu vício
era você.
Estamos distantes por minha culpa
e o tempo me insulta
pois nada posso refazer.

É impossível te pedir perdão agora
porque o momento em que fostes embora
tornou-se único e infinito.
Ficou o meu eu vazio
solitário, magoado e arredio
preso num pensamento aflito.

Tua ida sem volta
fechou a porta
da felicidade.
Hoje ainda insisto
em acreditar que existo
mesmo sem ser de verdade.

E continuamente escrevendo
vou, aos poucos, fazendo
que os momentos sejam reais.
E minhas lágrimas lavra
meus sentimentos em palavras
tristes e desiguais.

Observando essa dor
sem cura e cor
me perco em mim velozmente.
Pois sei que eu podia
dar-te felicidade e alegria
se tivesse feito diferente.

Compartilhe esse poema nas redes sociais!

Leia Também:

✎ Autor: Gustavo Valério

Gustavo Valério Técnico em Informática e eletrônica

aficionado por literatura e tecnologia
e aprendiz de poeta nas horas vagas.
Acredita que a poesia é fundamental para todos.

☰ Conheça o autor >>

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo