✑ Implacável

Sorrateira e silenciosa
Sem preconceito, nem descriminação
Aterrorizante e tenebrosa
Dona da noite, habita na escuridão.

És amarga e repulsiva
Não perdoa, és implacável
Maliciosa e primitiva
És tu morte insaciável.

Compartilhe esse poema nas redes sociais!

Leia Também:

✎ Autor: Anderson Hilário

Anderson Hilário Estudante de Ciência da Computação
Aprendiz de Programação em Java


Acredita que através da poesia
os sentimentos tornam-se mais puros e sinceros.

☰ Conheça o autor >>

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo