✑ A Saudade é Tremenda

A saudade é tremenda
quando não te escuto.
Tua voz me alimenta
com palavra lentas
que me dão impulso

para escrever-te um poema
novo a cada dia.
E com palavras pequenas
simples e serenas
defino com maestria

Os teus doces encantos
que, de puros, são santos
únicos e exclusivos.

E aos poucos a saudade se desmancha
enquanto a tua beleza dança
em meus palcos indecisos.

Compartilhe esse poema nas redes sociais!

Leia Também:

✎ Autor: Gustavo Valério

Gustavo Valério Técnico em Informática e eletrônica

aficionado por literatura e tecnologia
e aprendiz de poeta nas horas vagas.
Acredita que a poesia é fundamental para todos.

☰ Conheça o autor >>

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo